Exposição de dados pessoais

Por isso, é bem importante saber reconhecer as pistas sobre esse tipo de problema. Mas, além disso, é necessário saber como se proteger. Confira a seguir como se precaver contra esse tipo de situação. 

O que significa ter dados vazados? 

O vazamento de dados envolve a ocorrência de um roubo de informações digitais que ficam armazenadas em computadores, sistemas e servidores de empresas e indivíduos. Cada vez que você realiza uma compra em uma loja, por exemplo, precisa fornecer uma série de dados para efetivar a transação, e eles ficam sob o poder daquela empresa. 

O roubo pode acontecer quando hackers invadem o sistema desta loja e furtam estas informações pessoais. Pode ocorrer também que a própria empresa comercialize estas informações dos seus clientes sem autorização prévia, o que configura um crime tipificado por conta da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), de 2018. 

Quando esta violação de dados acontece, a vítima pode sofrer várias consequências danosas. Além do roubo de dinheiro (quando informações bancárias são vazadas), pode ocorrer o uso de sua identidade para fins criminosos ou o comércio de suas informações para que lojas, por exemplo, utilizem para motivos de marketing, passando a "seduzi-lo" para uma compra de acordo com o seu perfil.

Como acontece o vazamento de dados? 

Há várias formas pelas quais os dados dos indivíduos podem ser vazados ou roubados. Vejamos a seguir as maneiras mais comuns: 

Phishing: o phishing é o golpe digital mais comum, e consiste no envio de uma "isca" (como um e-mail oferecendo um desconto irresistível). Quando a vítima clica no link que é apresentado, os golpistas acessam os seus dados. 

Sistemas vulneráveis: pode acontecer que os sistemas que você utiliza diariamente tenham falhas que os deixem vulneráveis a ataques, facilitando para que os hackers possam invadir a sua privacidade. 

Senhas fracas: esse é um problema muito sério: muita gente utiliza senhas muito simples, ou que são anotadas em lugares acessíveis. Isso abre uma brecha para que os golpistas consigam acessar as suas contas e roubar suas informações com muita facilidade.

Dados expostos na internet: pode parecer até óbvio, mas muitas pessoas acabam deixando seus dados expostos publicamente em redes sociais, dando margem para que os golpistas façam uma pesquisa na internet e levantem uma quantidade de informações sobre elas. Nem todo mundo se dá conta da importância da própria privacidade! 

Como evitar o vazamento de dados? 

Embora não seja possível se blindar totalmente contra esse tipo de problema, é possível sim agir preventivamente em prol de sua segurança na internet. Confira abaixo as principais dicas para evitar ter seus dados vazados. 

Cuidado com as senhas: uma questão crucial é ter um bom gerenciamento de suas senhas pessoais, evitando as senhas fracas. Uma senha forte é a que contém pelo menos 12 caracteres, misturando letras maiúsculas e minúsculas, símbolos e números. Já uma senha fraca é aquela que é muito curta e/ou envolve dados pessoas, como datas de nascimento da família ou nomes. Uma boa dica aqui é usar um software gerenciador de senhas, que maneja essa informação sem que você tenha que guardá-la, e nem anotá-la em algum lugar.

Use autenticação em dois fatores: muitos sistemas hoje em dia requisitam que o usuário utilize a autenticação de dois fatores, criando uma barreira adicional de segurança. Por esse recurso, quando você entra no seu e-mail, por exemplo, além de inserir a senha, precisa autorizar de outra forma, como por biometria ou por um código enviado para o celular. 

Proteja seus dados pessoais: hoje em dia é comum que empresas peçam nossos dados, como quando você vai pagar em uma loja e o atendente solicita imediatamente o número do seu CPF. Sempre que quiser, questione a necessidade de fornecimento desse dado. Lembre-se: você está protegido pela LGPD e tem direito de saber por que a empresa precisa dessa informação e para que ela será usada. 

Cuide de suas redes sociais: muitas informações são vazadas simplesmente porque as pessoas as deixam acessíveis aos criminosos - quando, por exemplo, postam fotos e dados de sua vida pessoal, como endereços, selfies ou o nome da escola de seus filhos. Por isso, avalie sempre para quem você está compartilhando essas informações. Se necessário, cogite fechar os seus perfis apenas para amigos próximos. 

Monitore suas contas: muita gente não tem hábito de verificar extratos de contas bancárias para ver se há algum gasto estranho. Mantenha o hábito de ficar vigilante para evitar ter a surpresa indesejada de que seus dados foram vazados.

Evite o Wi-Fi gratuito: vários locais oferecem hoje Wi-Fi público gratuitamente. É uma economia para o bolso, pois economiza seu pacote de dados, mas também pode deixá-lo vulnerável a conexões inseguras, nas quais você pode ficar mais vulnerável a ataques hackers e roubo de dados. É o barato que sai caro.

Invista em um bom antivírus: uma das formas mais antigas e eficientes de garantir a proteção dos seus dados é usar um bom antivírus que irá protegê-lo o tempo todo.

O artigo "Como evitar que dados pessoais sejam expostos na internet?" foi escrito por Maura Martins e publicado pelo Blog TECMUNDO. Disponível em: https://www.tecmundo.com.br/seguranca/280588-evitar-dados-pessoais-sejam-expostos-internet.htm

Ataques Hackers
15 de jul. de 2024
Constituição de Cibersegurança
10 de jul. de 2024
Segurança da Informação
2 de jul. de 2024
Segurança da Informação
28 de jun. de 2024
Segurança da Informação
25 de jun. de 2024
Golpes Digitais
20 de jun. de 2024